quinta-feira, agosto 31, 2006


Desassossego

O mundo é sempre tão breve,
Esvai-se em fulgurantes gestos,
Imperceptível, dissimulado,
Sem travo, amargo,
Em sílabas perfeitamente ditas
E perfeitamente ardendo no vazio.

6 comentários:

Medeia disse...

:))

Poesia Portuguesa disse...

Espero que não se importe que tenha levado "emprestado" um poema daqui. Algum inconveniente diz, que será de imediaro retirado.
Um abraço ;)

(Nota: a imagem postada, também lhe "roubei"!, mas no Olhares.com...)
;)

Nilson Barcelli disse...

Não conhecia o teu blog.
Estive a ler alguns poemas e vi que és um poeta já feito.
Escreves poesia muito boa. Parabéns.
Um abraço.

_estrelinha_ disse...

simples mas bonito, continua a postar nao deixe de o fazer... voltarei, passa no meu.
http://antigasternuras.blogspot.com

franlpce@oi.com.br disse...

Sinto falta de suas poesias. Que aconteceu? Não mais escreveu ou simplesmente não acrescentou nenhuma nova aqui?

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,